quinta-feira, 26 de maio de 2011

Palavra do dia: Desejo.

 

Saudações Planetárias!

Viajantes e moradores desse Planeta sem retorno hoje venho, por esse meio, falar de desejo.

O que é o desejo? Será o desejo uma simples vontade? Não sei responder. O que eu sei é que ele nos consome como um incêndio incontrolável. Não estou só falando de sexo, mas também da ordem de possuir ou consumir alguma coisa.

Não é a toa que é tema de tantas marcas e campanhas publicitarias. Tudo hoje em dia é relacionado ao desejo, a cor vermelha, as imagens suculentas, a maçã, as mensagens subliminares em todos os produtos.

A Apple, por exemplo, é a maior produtora de desejos do universo, tudo que é fabricado pela empresa se torna objeto de desejo para milhares de pessoas…(o/) Daí a maçã mordida…

Estou falando isso hoje porque tive um sonho. E esse sonho me despertou alguns desejos… Um deles bem antigo.

Eu comprei um carro recentemente e essa compra foi uma coisa bem difícil. Deu bastante trabalho e, num momento raro de fé, eu fiz uma promessa a Nossa Senhora protetora da minha mãe que se eu tivesse sucesso na compra iria restringir da minha alimentação a carne vermelha e o refrigerante, forever!

E hoje o dia estava tão quente! A minha mãe estava fazendo bolinhos de carne seca e eles cheiravam tão bem… Entrei em delírio imaginando aqueles bolinhos prontinhos e quentinhos, a coca-cola gelada descendo rasgando pela garganta… Ahhh! Faltou pouco para sucumbir.

Esse episódio misturado com o meu sonho fez com que eu pensasse na palavra de hoje.

Sempre desejamos algo que não podemos ter ou o que nunca tivemos. O desejo antigo que me foi despertado em sonho talvez ainda exista por nunca ter nem chegado próximo de se concretizar.

Snapshot_20100907

segunda-feira, 23 de maio de 2011

O que fazer quando o mundo acabar?

 

10314planeta

Já escrevi um texto falando das coisas que queria fazer antes do mundo acabar, agora vou escrever um com uma lista de coisas para fazer quando o mundo acabar. Sabe né, com essa disseminação de notícias sobre o fim do mundo e tals, podemos considerar o fato de que embora todas tivessem sido erradas até agora nada impede que um dia alguém acerte. Então vamos usar o censo comum e dicas de filmes para formular uma listinha de coisas que se não puderem salvar nossas vidas pelo menos nos darão mais alguns minutos…

1- Sempre me disseram que as baratas sobreviveriam aos maiores desastres nucleares… então não seria má idéia manter um ninho de baratas disponível em algum lugar seguro. Eu montaria uma armadura de baratas para me proteger do apocalipse!

2- Sabe aquele cara maluco que sempre está cheio de armas em casa e é super anti-social? Seja amigo dele. Nos filmes isso sempre dá certo, normalmente eles têm uma história triste sobre alguma pessoa da família que eles não conseguiram proteger. O sentimento de culpa pode te colocar em vantagem

3- Eu construiria uma arca, do tipo Arca de Noé mesmo e encheria ela de bombeiros…. Se o mundo acabar em água, a barca salva se acabar em fogo…

Estou um pouco sem idéias no momento… Fato que talvez se deva ao adiantado da hora, então deixo-vos com essa pequena llista e fico à espera de sugestões!

Segurem-se que o Planeta não tem retorno.

sexta-feira, 20 de maio de 2011

O que fazer antes do mundo acabar.

Que história é essa do mundo acabar amanhã? Eu achava que era só em 2012! E depois que o calendário Maia foi alargado para mais alguns anos… Eu já estava querendo ter um filho antes de 2012 e agora vêm me dizer que é amanhã! Não da pra apressar tanto assim. Essas seitas têm que se decidir por um dia só para depois sairem por aí alarmando as pessoas…

Ainda tem umas coisas que eu ainda não fiz se tivessem me dito que era amanhã eu teria me apressado.

Pensando nisso eu queria listar algumas coisas que eu queria fazer antes do mundo acabar:

- Visitar uma casa de Swingue (é assim que escreve?) – não me julguem é só uma curiosidade

- Escrever um livro de sacanagem – só assim pra publicarem no Brasil né gente!

- Casar com um cara rico – tenho procurado adoidado mas ainda não encontrei

- Conhecer o Jô Soares – sou tarada nesse gordinho

- Fazer Stand Up – todo mundo vai morrer mesmo que seja depois de me verem pagando mico

- Visitar uma praia de nudismo – não sei a razão mas é uma coisa que eu sempre quis fazer, sei lá. Fico imaginando aquele monte de salsicha pendurada…

- Pular de Bungee jump

- Voltar para Portugal só pra zoar aqueles malditos que falavam mal do meu cabelo – Wllington feelings (credo!)

- Xingar a minha ex-sogra que falou tanto mal de mim – ia dizer assim: – Fala agora maldita! Conta pra Deus o que vc falou de mim!!! Conta! (cruzes! Quanta maldade no coração!)

Tchau povo! Boa sorte no julgamento aí hein!!!

Snapshot_20110222

 

 

domingo, 8 de maio de 2011

Sorte e a Lei de Murphy.

Sempre comento no blog que a minha vida não é nada fácil e que a Lei de Murphy domina os meus dias… é verdade!

16042011121

Essa semana eu comprei um carro novo e o prazo de entrega era sexta-feira, liguei para confirmar a entrega e o prazo foi prorrogado para terça. Eu já esperava pelo atraso, mas isso significa mais um final de semana da minha vida andando a pé.

Eu estou trabalhando no Yazigi como professora, estou bem feliz e trabalhando perto de casa fazendo uma coisa que eu gosto muito… Tudo ok, tudo certo né? Mas algumas vezes eu saio tarde de lá e quando isso ocorre sabem o que acontece? Chove, e chove muito! Dois dias atrás choveu bastante, o suficiente para a rua ficar parcialmente alagada, rua essa que fica no caminho para minha casa, por onde eu tenho que passar e por onde também passam vários carros. Ou seja, rua empossada + Chuva + eu passando… Adivinharam = eu tomei uma ducha de água barrenta da rua!

Fora que essa semana eu peguei mais turmas para dar aula e formulei uma apresentação fantástica para os meus futuros alunos e quando fui apresentar para a coordenadora da escola … estava tudo errado e eu travei.

Ah sei lá! Conheço bem as minhas limitações quando o quesito é sorte, mas tem vezes que a maré fica brava demais!!!

Segurem vossas perucas que o planeta não volta mais!

quarta-feira, 4 de maio de 2011

Uma Carta

 

Queria escrever uma carta.

Uma carta que dissese tudo o que acontece dentro da minha alma

Essa carta mostraria a verdade esclarecedora que vive dentro de mim

Aquela verdade que não tenho coragem de dizer nem para mim mesma

Queria ter a sensibilidade de uma lágrima

que silenciosa rola pelo rosto e deita sobre o colo

e que com esse simples movimento revela um turbilhão de sentimentos

Queria saber falar comos os olhos

que dizem toda a verdade com leves movimentos expressivos

queria ter a sabedoria do coração que mesmo em sofrimento

continua batendo sem parar...

Queria escrever uma carta.

Uma carta só

terça-feira, 3 de maio de 2011

Sem arrependimentos nessa vida

 

Ás vezes a gente fala coisas das quais o nosso coração não gosta e que depois ficam martelando em nossas cabeças. Tem horas que a voz que sai da razão sai sem razão nenhuma e o peso disso sai diretamente do peito. Tem horas que você se arrepende do que disse e teme ter magoado ou exagerado.

Eu passei muito por isso e chorei muito escondido nessa vida.

Mas não me arrependo de nada! Tudo que disse, tudo o que gritei, tudo o que botei pra fora era verdade. As vezes eu poderia ter sido mais amena, mais simpática? Talvez, mas de mim só saiu o que eu sentia e foram bastantes os sentimentos despejados por aí.

Deito minha cabeça no travesseiro e não faço nada mais do que dormir sossegada e leve tal qual deve ser o sono dos justos e dos inocentes.

Escrevo isso hoje porque começo uma nova fase na minha vida, fase essa que me trouxe avanço, independencia e liberdade. Demorou para que eu soubesse como seria bom para mim seguir meu coração e fazer as coisas que eu sentia de verdade, mas consegui e agora sou uma pessoa diferente.

Não carrego nenhum peso e quero te dizer, querido leitor, que se algum dia eu disse algo pesado que tenha te afetado de alguma forma, negativa ou positiva, peço que me desculpe mas era a mais pura verdade!

Sucesso!