domingo, 28 de agosto de 2011

Zona de Perigo

Ois!
Faz um tempão que eu escrevo, mas fazia tempo que nada acontecia. Acho que voltou a acontecer! Bom, eu achei uma pessoa que mexe comigo. Até aí tudo bem, só que eu não estava ( e ainda não estou) entendendo porque essa pessoa em específico tem esse poder.
Nas primeiras vezes que nos encontramos soltávamos faíscas em cada toque e depois eu só lembrava das carícias.
Eu tinha uma amiga que dizia que todas as pessoas que entram na nossa vida ficam em uma área segura do nosso coração, mas algumas delas ultrapassam essa barreira e invadem a chamada zona de perigo. Essa zona perigosa do nosso coração guarda todas as nossas fraquezas e nossos tesouros sentimentais mais valiosos. Quando essa zona é invadida alguns sintomas aparecem indicando, como que um sinal de alerta, que estamos vulneráveis. Esses sinais são pequenas lembranças de sorrisos, olhos brilhantes e o fatídico suspiro depois do beijo.
Não sei se estou tendo alguns desses sinais, mas os olhos brilhantes são relativos e dependem do sol de vez em quando... As minhas lembranças agora são focadas em olhares e sorrisos, mas isso pode não querer dizer nada. Acho que o teste final será o bendito do suspiro... Ah, que medinho!

domingo, 7 de agosto de 2011

no hope allowed!

 

You know those moments that you first thought it would remain forever?
Moments that you thought that would always bring you nothing but happyness?
Forget it! There is no such thing as unforgetable moments.
When you get hurt and the pain is so hard that you can barely breathe… Those moments won't do you no good.

So do as i say and: FORGET IT