quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Adicione dificuldade!

Saudações planetárias

Hoje percebi que certas coisas estão mudando em minha pessoa. Sempre fui muito honesta e dolorosamente franca. Isso pode ser bom, mas também pode ser ruim, muito ruim!

Não consigo fingir o que não sinto e também não demonstro sentimentos que não existem. Se eu fico com alguém é porque eu gosto dessa pessoa, se ela me pergunta eu respondo com a verdade... Ou melhor, respondia! Hoje eu aprendi que mentir é a melhor opção.
As pessoas querem o que não têm e desprezam as coisas que já conseguiram ou que conseguiram sem esforço. Isso não acontece só com objetos, acontece também com relacionamentos.
A minha dica é adicionar dificuldade.
Não ligue, não o chame nem mande mensagem! Desapegue.
Eu sei que é difícil, quase impossível, mas você tem que ter em mente que a cada SMS que você mandar a pessoa de seu desejo estará um passo mais distante de você e a cada momento de desprezo essa distância diminui.

As pessoas querem o que não têm. Então desapareça do radar, quem precisar de você irá te procurar e quem não vier é porque não te merece.

Tente, quem sabe? Você tem o valor que se dá, é você quem faz o preço!

Segurem-se e sigam em frente!

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Como as coisas são?

Hoje eu li algumas coisas sobre humor. Estou estudando maneiras de escrever textos e lendo algumas coisas relativas à maneira como as pessoas se expressam e trombei com vários textos e muita informação sobre o que aconteceu com Rafinha Bastos. Eu sempre gostei dele. Descobri quem ele era através de um site que ele tinha onde eram postados alguns vídeos. O primeiro vídeo que eu vi na internet foi no site do Rafinha. Acho que era uma paródia de uma música do Latino.
Aí vieram os comerciais e a tv logo depois o CQC. Esse programa foi engraçado, porque eu nunca tinha visto e uma amiga minha disse que eu tinha que assistir, que era a minha cara.

Sempre fui conhecida como uma pessoa engraçada, brava e de uma sinceridade extremamente afiada, não consigo parar de falar até que tenha dito tudo o que preciso dizer. Comecei a acompanhar o programa e não perdia nenhum até o dia que o Tas pediu desculpas por uma piadoca que ele fez onde foi ameaçado de ser processado.

Depois desse dia eu comecei a achar o programa muito "chapa branca" e nada parecido comigo no final das contas.
Agora isso, o humorista foi afastado da bancada do programa por causa de uma piadoca sem graça. De castigo por que mexeu com a Wanessa Camargo que por acaso é amiga do Ronaldo que é parceiro de um empresário... Enfim, eu tinha razão quando deixei de ser fã do programa.

Dia desses estava assistindo tv quando parei no programa do Ratinho e entendi o porque dele ser tão marginalizado. Não é por causa da qualidade do programa, tão somente, também é uma forma de fazer com que as pessoas fiquem condicionadas á programas ditos " de qualidade " onde não se tem opinião e não se mexe com ninguém. Não se pode pensar na TV brasileira, quem tem dinheiro não deixa e a audiência, que foi treinada a não pensar e concordar com tudo, também não deixa...

Bom ou isso é uma forma de censura velada ou eu não sei como as coisas são!

Untitled

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Ponto Cego

Saudações sem retorno!


Seres planetários hoje venho escrever sobre ponto cego. Não quero discursar sobre desenho ou sobre o perigo dos pontos cegos no trânsito, quero falar sobre outra coisa.



Venho dizendo já há algum tempo que a minha vida passou por um tufão e que tudo está de pernas para o ar, isso quem me lê já deve ter percebido. Não quero falar de como isso é difícil ou de quanto trabalho eu ainda vou ter para reorganizar tudo... Quero falar de como, em situações como essas, certas coisas desaparecem de nossas vistas. Eu decidi chamar isso de ponto cego.
Esses pontos cegos aparecem ocasionalmente nos impedindo de encontrar saídas. No trânsito os pontos cegos não nos deixam ver um carro que está do nosso lado bem próximo de nós ou um motoqueiro que está prestes a chutar nosso retrovisor, na vida esse mesmo ponto cego nos faz ficar girando entre rotatórias voltando sempre para o mesmo lugar sem achar ou enxergar saída nenhuma.

E o pior de tudo isso é que não existe luz ou movimento que nos faça sair dessa situação. Depende de você cnseguir construir algum device que te permita enxergar ou sair dalí... Isso é que é o mais foda de tudo!!!

Quando as coisas dependem dos outros tudo bem! Temos uma desculpa para não sairmos do lugar. Quando tudo depende de você... aí é foda! Porque se você não conseguir sair do lugar por muito tempo o problema e o fracasso serão todos seus!

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Quem tem medo da solidão?


O maior bicho papão da sociedade moderna é a solidão. As pessoas vivem em sociedade e criam a todo momento redes sociais que teriam a função de unir as pessoas, socializar...

Um dia é Orkut, outro é Twitter depois Facebook, e isso são só as mais populares. O que essas redes sociais fazem de verdade? Socializam ou afastam as pessoas?
Eu acredito que essas redes nos informam sobre a melhor maneira de ficarmos mais sozinhos.
Com quantas pessoas da sua página de amigos do Facebook você realmente conversa? Com que pessoas você socializou depois que adentrou em uma rede social?
O que você ganhou?
Redes sociais só valem  se forem feitas de pessoas reais. Gente falando com gente! De resto só  se a função for outra. E qual seria a melhor função?

Se a sociedade teme a solidão qual o motivo de se criar tantas formas de nos tratarmos eletronicamente?
Eu tenho o maior receio quando leio notícias baseadas em posts do Twitter ou relacionamentos que são questionados através do facebook... Onde estão os telefonemas e os abraços? Agora é só coments e cutucadas! Que loucura isso!
Eu tenho medo da solidão mas, para mim, as redes fornecem dados e informações que me ajudam a melhorar como pessoa e, talvez, fazer com que eu me sinta menos sozinha...

Mas, de verdade, quando você se senta na frente de seu computador qual é a primeira coisa que você faz? Já procurou saber qual a razão de suas atitudes na internet?


Pense, reflita e segure-se pois o Planeta não retorna!!!

Saudações planetárias!

Hoje, depois de muito pensar, cheguei à conclusão de que não sei o que fazer. E a questão persiste de tal forma que você chega ao ponto de não saber o que fazer quando não sabe o que fazer e isso gira como uma bola de neve que vai incrementando as suas dúvidas e crescendo cada vez mais!



Dicas para tentar resolver esse problema:

- Colocar uma música muito agressiva no seu player em um volume muito alto (pra mim, Metallica funciona muito bem! Korn, Slipknot ou Ramstein também.)
- Pensar em coisas que você gosta muito de fazer e em coisas que você odeia
- Tentar traçar um objetivo e para isso você pode pensar em respostas para as seguintes perguntas:
O que é realmente importante para você?
O que, nesse mundo, te traria maior felicidade ou te faria sorrir por dias inteiros?
O que, dessas coisas todas, eu posso fazer realmente?
As que eu não posso por que não?
- Alisar o seu bichinho de estimação, cão, gato ou qualquer outro. Se você não tiver, pode aguar uma planta e se você não tiver uma planta eu te empresto a minha Bianca.




Depois de seguir esses passos você terá uma idéia de que achar solução para seus problemas não é nada fácil e se ainda assim não conseguir se encontrar dentre todas as suas dificuldades.
 Pelo menos você vai aprender a não criar mais problemas!



domingo, 25 de setembro de 2011

Mudança de FOCO

Saudações queridos seres Planetários e sem Retorno.

Vocês devem ter reparado que esse blog não é mais o que era, perdeu o foco e se tornou muito pessoal! Isso se deve aos rumos que a vida dessa jovem autora levou durante esse ano. Então essa mesma jovem autora, que hoje vos fala, decidiu que vai dar novos rumos à esse tão querido weblog.

Não estranhem se as coisas mudarem muito… Alguns ajustes serão necessários para que a proposta inicial desse trabalho seja levada a cabo,

Então… todos à bordo, segurem os chapéus e aguardem novas orientações.

078

domingo, 28 de agosto de 2011

Zona de Perigo

Ois!
Faz um tempão que eu escrevo, mas fazia tempo que nada acontecia. Acho que voltou a acontecer! Bom, eu achei uma pessoa que mexe comigo. Até aí tudo bem, só que eu não estava ( e ainda não estou) entendendo porque essa pessoa em específico tem esse poder.
Nas primeiras vezes que nos encontramos soltávamos faíscas em cada toque e depois eu só lembrava das carícias.
Eu tinha uma amiga que dizia que todas as pessoas que entram na nossa vida ficam em uma área segura do nosso coração, mas algumas delas ultrapassam essa barreira e invadem a chamada zona de perigo. Essa zona perigosa do nosso coração guarda todas as nossas fraquezas e nossos tesouros sentimentais mais valiosos. Quando essa zona é invadida alguns sintomas aparecem indicando, como que um sinal de alerta, que estamos vulneráveis. Esses sinais são pequenas lembranças de sorrisos, olhos brilhantes e o fatídico suspiro depois do beijo.
Não sei se estou tendo alguns desses sinais, mas os olhos brilhantes são relativos e dependem do sol de vez em quando... As minhas lembranças agora são focadas em olhares e sorrisos, mas isso pode não querer dizer nada. Acho que o teste final será o bendito do suspiro... Ah, que medinho!

domingo, 7 de agosto de 2011

no hope allowed!

 

You know those moments that you first thought it would remain forever?
Moments that you thought that would always bring you nothing but happyness?
Forget it! There is no such thing as unforgetable moments.
When you get hurt and the pain is so hard that you can barely breathe… Those moments won't do you no good.

So do as i say and: FORGET IT

domingo, 24 de julho de 2011

Amy Winehouse is gone!

Saudações planetárias!
Hoje em um treinamento da Apple eu descobri que a mulher que ressuscitou o soul se foi. Amy Winehouse morre aos 27 anos de idade e ,assim como Janis Joplin e Jimmy Hendrix, morre no auge da vida!
É triste mas ninguém realmente se surpreende, o estilo de vida desregrado acompanhado de álcool e drogas pesadas à disposição transformaram uma linda mulher cheia de talento em um ser dismorfe que, aos olhos de todos, tinha os dias contados. Nada em Amy a diferenciava dos zombies da cracolandia e, por causa das drogas, se vai mais uma jovem ainda cheia de arte para o céu dos talentosos...

Cuidem-se que o planeta não tem retorno!<\bold>

domingo, 26 de junho de 2011

Desejo...

Falei dias atrás sobre desejo e o que a palavra significava para mim... Coisas andaram acontecendo que me mostraram que o desejo pode ser tão perigoso quanto delicioso!
O que te faz sentir desejo por alguém? Ou por algo? Eu não sei responder a nenhuma dessas perguntas mas sei dizer que o mundo está cheio de delícias e que as vezes é bom demais ceder ás tentações...
Fica a dica!

Libertem-se! Que o planeta não tem retorno mesmo...

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Poesia

Um professor um dia me disse que a solidão e a angústia eram as armas dos poetas e explicou que usara a palavra armas porque a escrita é uma verdadeira guerra.

Eu acredito piamente nisso. Escrever é uma guerra desleal onde você luta com você mesmo, mas o seu inimigo tem a arma mais letal que é a tua própria verdade. A verdade de dentro não machuca por dentro, te destrói por fora e toda a vez que pegas em uma caneta a linguagem te mostra as tuas fraquezas e age como quem diz:

“ Você já perdeu a luta!” “Desiste de guerra!”

E o poeta vencido continua escrevendo.

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Primeiro post com o meu iPad!

Oie... Eu comprei um iPad! É isso mesmo! Agora... Como eu vou pagar é outra história, kkk! É queridos leitores a minha vida mudou muito. E as coisas realmente viraram de ponta cabeça esse ano. Eu terminei um relacionamento de 10 anos, comprei uma carro, troquei de emprego duas vezes e... Enfim, pela primeira vez na minha vida não estou com medo do meu futuro!
Agora, com iPad e um novo emprego, eu vou seguir em frente com a minha vida!

sábado, 11 de junho de 2011

Nada como começar o dia…

Saudações planetárias!!!

Mais uma vez me dirijo aos habitantes desse Planeta para falar de dor.

Não que eu esteja sentindo alguma dor, aliás estou ótima,venho falar da dor alheia. Eu sempre fui muito empática. Muito mesmo!

Sempre me sensibilizo com os sentimentos do próximo. Seja o sentimento bom ou ruim estou eu lá ansiosa ou triste pelo outro. Hoje foram duas situações: uma aluna do inglês me falou de uma entrevista para uma chiquérrima empresa para a qual ela está participando, ela tem um P$#@ potencial e fiz o que pude para ajudá-la na entrevista em inglês estou ansiosíssima por ela; e um amigo que está sofrendo de amor por uma pessoa que não lhe tem o mesmo sentimento, falamos por MSN e tentei amenizar a dor, mas também estou com o peito apertado (não é o sutian) por saber que tem um amigo sofrendo.

Essa empatia as vezes me faz refletir sobre as coisas e as pessoas… Espero que tudo de certo para todo mundo… Porque, seguindo a lógica, se todo mundo ficar feliz eu também fico! (sou tão boazinha que até enjoa!)

Beijuis planetários! Fiquem bem!!!

terça-feira, 7 de junho de 2011

Tem horas que…

Tem horas que eu só preciso de um banho quente, uma cama e de um minuto.

Existem momentos da minha vida que eu não sei o que fazer, nem o que dizer. As vezes sinto tanto orgulho das minhas conquistas e sinto que a felicidade está tão perto. Tem vezes também que esse sentimento vai embora e eu me sinto sozinha.

Tem horas que só uma chuva forte me acorda. Tem horas que nem a chuva… E é nessas horas que eu preciso de mim! Do meu minuto.

Tem horas que esse minuto não basta. Tem horas que eu preciso de alguém.

Passei por muitas coisas esse ano. Aprendi coisa demais. Fiz bastante coisa. Dei a minha vida outros rumos.

Mas, assim como esse texto desconexo, ainda não coloquei as coisas no lugar, não sei se posso, nem se devo muito menos se quero.

Tem horas que eu acho que um brinquedo novo resolve tudo. Talvez resolva!

Tem horas que não… Mas essa sou só eu. Eu e essa poesia sem sentido!

Pessoas são pessoas!

O que são pessoas para você?

Gente com quem temos com que conviver? Seres pensantes? Pessoas são complicadas? Animais? Seres do mundo?

Para mim, pessoas são pessoas e pronto. Dia desses estava assistindo um Jornal da Record que passa de tarde onde a apresentadora, que eu nem sei o nome, defendia que o governo não tinha que promover o homossexualismo através de panfletos que estavam sendo chamados de Kit Gay. Sei que essa história é velha e que esse termo foi vinculado pelo tal parlamentar Bolsonaro, mas será que a jornalista sabia?

Ela sequer leu os panfletos? Eu acredito que não o que é muito triste. O ponto em questão aqui não é o kit gay ou o fato da jornalista ser ou não mal informada. Esse texto trata de pessoas que, como tais, têm o direito de amar quaisquer outra pessoa independente do sexo.

Eu acho que essa jornalista deve aprender que orientação sexual não é uma escolha, porque se fosse quem é que escolheria ser gay nesse mundo pequeno e preconceituoso em que vivemos? E que não são panfletos contra a homofobia que servirão de propaganda. O ser humano é condicionado a optar pelo caminho mais fácil e mais seguro desde pequeno. Alguém nesse país acredita que ser gay é, de alguma forma, fácil?

As pessoas já são julgadas pelo que comem, pelo que ouvem, pelo que acreditam, pelo que ganham, pelo que compram e gastam, pelo que têm e que não têm, pelo que vestem… Não é demais julgá-las também por quem amam?

Afinal de contas somos todos pessoas mesmo!

pessoas

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Palavra do dia: Desejo.

 

Saudações Planetárias!

Viajantes e moradores desse Planeta sem retorno hoje venho, por esse meio, falar de desejo.

O que é o desejo? Será o desejo uma simples vontade? Não sei responder. O que eu sei é que ele nos consome como um incêndio incontrolável. Não estou só falando de sexo, mas também da ordem de possuir ou consumir alguma coisa.

Não é a toa que é tema de tantas marcas e campanhas publicitarias. Tudo hoje em dia é relacionado ao desejo, a cor vermelha, as imagens suculentas, a maçã, as mensagens subliminares em todos os produtos.

A Apple, por exemplo, é a maior produtora de desejos do universo, tudo que é fabricado pela empresa se torna objeto de desejo para milhares de pessoas…(o/) Daí a maçã mordida…

Estou falando isso hoje porque tive um sonho. E esse sonho me despertou alguns desejos… Um deles bem antigo.

Eu comprei um carro recentemente e essa compra foi uma coisa bem difícil. Deu bastante trabalho e, num momento raro de fé, eu fiz uma promessa a Nossa Senhora protetora da minha mãe que se eu tivesse sucesso na compra iria restringir da minha alimentação a carne vermelha e o refrigerante, forever!

E hoje o dia estava tão quente! A minha mãe estava fazendo bolinhos de carne seca e eles cheiravam tão bem… Entrei em delírio imaginando aqueles bolinhos prontinhos e quentinhos, a coca-cola gelada descendo rasgando pela garganta… Ahhh! Faltou pouco para sucumbir.

Esse episódio misturado com o meu sonho fez com que eu pensasse na palavra de hoje.

Sempre desejamos algo que não podemos ter ou o que nunca tivemos. O desejo antigo que me foi despertado em sonho talvez ainda exista por nunca ter nem chegado próximo de se concretizar.

Snapshot_20100907

segunda-feira, 23 de maio de 2011

O que fazer quando o mundo acabar?

 

10314planeta

Já escrevi um texto falando das coisas que queria fazer antes do mundo acabar, agora vou escrever um com uma lista de coisas para fazer quando o mundo acabar. Sabe né, com essa disseminação de notícias sobre o fim do mundo e tals, podemos considerar o fato de que embora todas tivessem sido erradas até agora nada impede que um dia alguém acerte. Então vamos usar o censo comum e dicas de filmes para formular uma listinha de coisas que se não puderem salvar nossas vidas pelo menos nos darão mais alguns minutos…

1- Sempre me disseram que as baratas sobreviveriam aos maiores desastres nucleares… então não seria má idéia manter um ninho de baratas disponível em algum lugar seguro. Eu montaria uma armadura de baratas para me proteger do apocalipse!

2- Sabe aquele cara maluco que sempre está cheio de armas em casa e é super anti-social? Seja amigo dele. Nos filmes isso sempre dá certo, normalmente eles têm uma história triste sobre alguma pessoa da família que eles não conseguiram proteger. O sentimento de culpa pode te colocar em vantagem

3- Eu construiria uma arca, do tipo Arca de Noé mesmo e encheria ela de bombeiros…. Se o mundo acabar em água, a barca salva se acabar em fogo…

Estou um pouco sem idéias no momento… Fato que talvez se deva ao adiantado da hora, então deixo-vos com essa pequena llista e fico à espera de sugestões!

Segurem-se que o Planeta não tem retorno.

sexta-feira, 20 de maio de 2011

O que fazer antes do mundo acabar.

Que história é essa do mundo acabar amanhã? Eu achava que era só em 2012! E depois que o calendário Maia foi alargado para mais alguns anos… Eu já estava querendo ter um filho antes de 2012 e agora vêm me dizer que é amanhã! Não da pra apressar tanto assim. Essas seitas têm que se decidir por um dia só para depois sairem por aí alarmando as pessoas…

Ainda tem umas coisas que eu ainda não fiz se tivessem me dito que era amanhã eu teria me apressado.

Pensando nisso eu queria listar algumas coisas que eu queria fazer antes do mundo acabar:

- Visitar uma casa de Swingue (é assim que escreve?) – não me julguem é só uma curiosidade

- Escrever um livro de sacanagem – só assim pra publicarem no Brasil né gente!

- Casar com um cara rico – tenho procurado adoidado mas ainda não encontrei

- Conhecer o Jô Soares – sou tarada nesse gordinho

- Fazer Stand Up – todo mundo vai morrer mesmo que seja depois de me verem pagando mico

- Visitar uma praia de nudismo – não sei a razão mas é uma coisa que eu sempre quis fazer, sei lá. Fico imaginando aquele monte de salsicha pendurada…

- Pular de Bungee jump

- Voltar para Portugal só pra zoar aqueles malditos que falavam mal do meu cabelo – Wllington feelings (credo!)

- Xingar a minha ex-sogra que falou tanto mal de mim – ia dizer assim: – Fala agora maldita! Conta pra Deus o que vc falou de mim!!! Conta! (cruzes! Quanta maldade no coração!)

Tchau povo! Boa sorte no julgamento aí hein!!!

Snapshot_20110222

 

 

domingo, 8 de maio de 2011

Sorte e a Lei de Murphy.

Sempre comento no blog que a minha vida não é nada fácil e que a Lei de Murphy domina os meus dias… é verdade!

16042011121

Essa semana eu comprei um carro novo e o prazo de entrega era sexta-feira, liguei para confirmar a entrega e o prazo foi prorrogado para terça. Eu já esperava pelo atraso, mas isso significa mais um final de semana da minha vida andando a pé.

Eu estou trabalhando no Yazigi como professora, estou bem feliz e trabalhando perto de casa fazendo uma coisa que eu gosto muito… Tudo ok, tudo certo né? Mas algumas vezes eu saio tarde de lá e quando isso ocorre sabem o que acontece? Chove, e chove muito! Dois dias atrás choveu bastante, o suficiente para a rua ficar parcialmente alagada, rua essa que fica no caminho para minha casa, por onde eu tenho que passar e por onde também passam vários carros. Ou seja, rua empossada + Chuva + eu passando… Adivinharam = eu tomei uma ducha de água barrenta da rua!

Fora que essa semana eu peguei mais turmas para dar aula e formulei uma apresentação fantástica para os meus futuros alunos e quando fui apresentar para a coordenadora da escola … estava tudo errado e eu travei.

Ah sei lá! Conheço bem as minhas limitações quando o quesito é sorte, mas tem vezes que a maré fica brava demais!!!

Segurem vossas perucas que o planeta não volta mais!

quarta-feira, 4 de maio de 2011

Uma Carta

 

Queria escrever uma carta.

Uma carta que dissese tudo o que acontece dentro da minha alma

Essa carta mostraria a verdade esclarecedora que vive dentro de mim

Aquela verdade que não tenho coragem de dizer nem para mim mesma

Queria ter a sensibilidade de uma lágrima

que silenciosa rola pelo rosto e deita sobre o colo

e que com esse simples movimento revela um turbilhão de sentimentos

Queria saber falar comos os olhos

que dizem toda a verdade com leves movimentos expressivos

queria ter a sabedoria do coração que mesmo em sofrimento

continua batendo sem parar...

Queria escrever uma carta.

Uma carta só

terça-feira, 3 de maio de 2011

Sem arrependimentos nessa vida

 

Ás vezes a gente fala coisas das quais o nosso coração não gosta e que depois ficam martelando em nossas cabeças. Tem horas que a voz que sai da razão sai sem razão nenhuma e o peso disso sai diretamente do peito. Tem horas que você se arrepende do que disse e teme ter magoado ou exagerado.

Eu passei muito por isso e chorei muito escondido nessa vida.

Mas não me arrependo de nada! Tudo que disse, tudo o que gritei, tudo o que botei pra fora era verdade. As vezes eu poderia ter sido mais amena, mais simpática? Talvez, mas de mim só saiu o que eu sentia e foram bastantes os sentimentos despejados por aí.

Deito minha cabeça no travesseiro e não faço nada mais do que dormir sossegada e leve tal qual deve ser o sono dos justos e dos inocentes.

Escrevo isso hoje porque começo uma nova fase na minha vida, fase essa que me trouxe avanço, independencia e liberdade. Demorou para que eu soubesse como seria bom para mim seguir meu coração e fazer as coisas que eu sentia de verdade, mas consegui e agora sou uma pessoa diferente.

Não carrego nenhum peso e quero te dizer, querido leitor, que se algum dia eu disse algo pesado que tenha te afetado de alguma forma, negativa ou positiva, peço que me desculpe mas era a mais pura verdade!

Sucesso!

sexta-feira, 22 de abril de 2011

Virada Cultural de São Paulo

 

Eu estive na virada cultural de São Paulo que acontceu no último dia 16 e 17… se não me engano. Enfim, eu tenho algumas conclusões depois do evento.

Primeiro o quesito cultura. Cultura é uma coisa que eu não vi nas pessoas com as quais eu cruzei na Virada. Não acredito que tenham cultura pessoas que saem de suas casas a fim de encherem a cara e sujarem a cidade inteira de urina e vomito, também não acho que tenham cultura pessoas que se juntam em grupos regados à alcool e drogas para agredirem gratuitamente pessoas diferentes ou qualquer outra pessoa que seja.

O que eu vi foram eventos culturais, alguns desses eventos até me surpreenderam de verdade.

16042011127

Essa foto é no Pateo do Colégio na apresentação circense.

Pateo do Colégio na Virada Cultural

A cidade de São Paulo é linda, imperfeita e suja. É uma contradição em movimento, a parte central da cidade, perto do banespão e o centro do tesouro são de uma beleza arrazadora com Z e tudo.

16042011133

Eu já tinha passado por lá, mas a pressa não me deixou ver.

O que estragou a Virada foram as pessoas… Como tem gente horrível nessa Cidade!

Páscoa nos mercados!

 

ovodepascoa

Hoje eu li uma notícia que os mercados irão vender mais de 30 mil toneladas de chocolate até domingo! É chocolate demais tendo em vista que uma tonelada sozinha já são mil quilos…

Matematicamente falando essa quantidade toda de chocolate não pode ser comida até segunda… é muita coisa!

Fui ao mercado ontem para fazer umas comprinhas para a casa e me deparei com uma verdadeira feira livre de ovos de páscoa. Eram vendedores gritando de um lado, oferecendo descontos do outro, gente dando brinde… Frases de feira mesmo:

“mulher bonita não paga, mas também não leva!”

Tinha até um carinha oferecendo um passaporte para o Playcenter por cada ovo comprado… Esse eu acho que não teve muito sucesso nas vendas… Enfim!

A páscoa na minha família é a data comemorativa mais importante. Quando morávamos em Portugal existia um costume na vila em que minha avó morava de se fazer um tapete de flores para o padre, que vinha com a Cruz de Cristo, entrar em nossa casa para que Jesus fosses beijado pelos moradores. Era a coisa mais linda, todas as ruas cheias de flores e, para nós crianças, a parte mais divertida era destruir o jardim da minha avó para fazer o tapete de flores na porta da nossa casa.

Aqui no Brasil parece que a Páscoa acontece somente nos mercados porque são só os mercados que são enfeitados para a data e é lá que todo mundo se reúne para comprar os ovos para as crianças mimadas poderem comer os milhares de quilos de chocolate que são vendidos todos os anos.

quarta-feira, 6 de abril de 2011

Deus Escreve certo por linhas tortas!

Queridos amigos!

Esse post é mais que um post, é uma carta. Uma carta de uma pessoa que aprendeu muito sobre a podridão das pessoas. Essa carta é também para agradecer a todos os amigos que eu tenho, a todos os amigos que eu sabia que tinha, e mais ainda, aos amigos que eu nem sabia que tinha e que aparecerem no momento que eu mais precisei!

Essa carta será baseada em dois ditos populares. O primeiro é o do título do post que é bem conhecido de todos e o outro é sobre como sabemos quais são os amigos de verdade.

25032011009
Se você, leitor, é meu amigo com certeza sabe o que aconteceu comigo nesse inicio de ano e se você não me conhece mas lê meu blog com certeza já leu os meus melhores textos...
Então, fiquei algum tempo sem postar nada no blog e, enquanto isso, aconteceram várias coisas que de uma forma me envergonham, mas que preciso pôr para fora e devo ser fiel aos meus propósitos e me abrir através dessa ferramenta.
Acontece que enquanto eu sofria sem saber o que eu tinha feito de errado o meu ex estava ficando noivo, noivo de uma pessoa que é mais conhecida pelos chifres que andou colocando na cabeça das pessoas do que pelo próprio nome.
No momento do nosso término eu perguntei se havia outra pessoa, se ele estava apaixonado por alguém e ele respondeu que não e fez questão de jogar na minha cara que a culpa era minha, que eu era uma pessoa difícil.
Cinco dias depois ele estava noivo dessa pessoa e com data de casamento marcada e tudo! No momento do nosso término eu pedi que ele ficasse com a aliança dele para marcar uma fase de 9 anos da nossa vida... Sabem o que ele fez? Vendeu a aliança de ouro, que eu ajudei a pagar, para troca-la por um par de novas alianças para a nova noiva.
Agora eu pergunto: Quem é que faz isso? Que tipo de pessoa faz isso?
Não vou discorrer aqui sobre as coisas que eu sei sobre a nova noiva, pois tudo que eu disser agora vai parecer despeito, mas eu tenho a absoluta certeza de que todos sabem do que ela é capaz... Então me calo e me recolho a minha insignificância.
Agora imaginem se eu chego mesmo a me casar com essa figura? E se eu tivesse ficado grávida dele? Iria ficar vinculada o resto da minha vida à uma pessoa que age assim, como um verme?
Por isso eu digo que aprendi com a sabedoria dos antigos ditados que Deus escreve mesmo certo pelas linhas mais tortuosas.
Hoje o que eu sinto mudou completamente e sem nenhum esforço eu passei do mais puro amor ao mais puro nojo!
E, se acham que isso termina aqui enganam-se. Hoje eu descobri que a vadia (sim, eu posso chamá-la assim!) estava tentando invadir o meu MSN. O motivo eu não sei, eu tenho blog, twitter, facebook a minha vida é um livro aberto não tem nada a ser espionado...
Ele um dia me disse que eu deveria parar de "ir pela cabeça dos outros" antes se eu fizesse isso! Porque o que me diziam dele não era nada agradável e eu sempre relevei... Antes eu tivesse dado ouvidos à quem se preocupava comigo de verdade! Mas eu tinha mesmo que aprender.
Eu tinha dito no começo que essa carta também era um agradecimento aos amigos que me apoiaram e que me fizeram descobrir que sou dona do maior tesouro do mundo! A amizade deles! Pois é.
Quando estava triste, cambaleando pelos cantos e sem saber qual o rumo tomar na minha vida eu recebi palavras de apoio de todos os lados. De todas as direções vinham palavras de apoio que eu hoje sei que têm o valor de jóias como se fossem pequenos diamantes! Esses diamantes me foram entregues por todas as pessoas que eu conheço, mesmo as mais distantes ou as que eu nem eu pensava que se preocupavam comigo, e esses mesmos diamantes ainda brilham e iluminam todo o meu dia mesmo quando as luzes estão apagadas!

Amei, sofri, supliquei... Não me arrependo de nada porque segui meu coração, se estava no caminho errado Deus me chacoalhou e me colocou no caminho certo! E hoje só faço o que quero por quem eu quero se eu quiser!

sábado, 26 de fevereiro de 2011

Escrevendo, escrevendo, escrevendo... Procurando encher de palavras o vazio que se instaurou dentro de mim.

Snapshot_20100907

Hoje acordei como se tivesse regressado ao meu passado mais feliz, tomei meu banho e fui dar as minhas aulas de inglês, as primeiras aulas que eu dou sozinha e senti vontade de ligar para ele depois como eu sempre fiz quando alguma coisa de bom acontecia comigo. Mas quando eu peguei o celular eu lembrei que ele não está mais comigo... Que ele não me quer mais na vida dele e eu chorei um pouco. Essas pequenas lágrimas que saíram dos meus olhos me fizeram lembrar do vazio que eu tenho carregado durante todos esses dias, estou vazia.

É estranho sentir assim, eu que sempre fui tão completa tão dona de mim. Só que eu percebi que agora eu sou sozinha e que aquele homem que foi meu namorado/noivo durante todos esses anos também era o meu melhor amigo. Fui uma incompetente, na minha vida profissional isso é rotineiro, mas na vida pessoal eu era imbatível...

Digo isso com toda a certeza porque eu tinha a relação mais perfeita que qualquer casal poderia ter tido, sem brigas nem problemas que não tivessem sido resolvidos... Não sei onde isso se perdeu, mas se perdeu em algum momento. Sinto que a maior parte da culpa foi minha, mas a lógica me diz que não pode ter sido.

Isso não interessa agora. Mas eu não sei o que interessa mais. O que eu tenho que fazer? Para onde eu tenho que ir? Ninguém sabe me orientar.

Andei escrevendo alguns textos e dei para algumas pessoas lerem, para ver se elas entendiam o que eu estava sentindo e se tinham alguma dica para me ajudar. Minha amiga Fabi, que passou por uma situação parecida, disse que eu não poderia ter descrito de maneira melhor a sensação de nova-solteira e que eu deveria viver a vida um dia de cada vez.

- “Uma hora passa”- disse ela.

Eu sei que ela tem razão, mas essa falta de controle da situação me deixa muito instável. Não consigo falar com ninguém no MSN, por exemplo, sem sentir que estou importunando as pessoas e isso me magoa. Outro amigo me disse que eu deveria badalar e fazer com que a minha vida ficasse agitada, mas ainda não é possível. Eu não sei fazer isso.

Uma leitora do blog me disse que sair por aí na “pegação” pode me trazer mais dor.

Todos eles têm razão.

A minha vida não está mais nos meus planos e isso me faz pensar que ou eu não tenho vida ou não tenho planos.

A alma humana é algo harmônico tem que ser balanceada. Se alguma coisa sai outra deve entrar no lugar o mais rápido possível, meu amor foi embora e o que vai ficar no lugar?

Por enquanto tem sido palavras, cada palavra que eu escrevo vai preenchendo algum espaço dentro de mim e isso tem bastado por enquanto.

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Solteira Novamente parte II

 

euzinha

Esse negócio de estar no mercado novamente é bastante diferente para mim. As incertezas e as confusões tomaram conta da minha cabeça e eu tive que buscar conhecimento junto às pessoas mais experientes da minha família: minhas primas...
Antes de revelar o final da história vocês, sagazes leitores, já devem ter desconfiado que essa conversa não deu muito certo.

Uma das minhas primas, que deve ter agora uns 18 aninhos me disse:
"- Você não tem idéia de como é melhor ficar solteira! Você vai ver."

Bom, acho que já falei a idade dela mas acredito que vale a pena repetir, ela deve ter uns 18 aninhos agora. Tão novinha mas com tanta experiência, se isso não me assusta me envergonha! Eu, em toda a minha vida, nunca me preocupei e conquistar o maior número de pessoas possíveis. Homens para mim serviam de bons amigos e eu devo ter beijado uns 3 ou 4 deles até hoje. Quando eu falei isso para ela a menina só faltou ter um ataque epiléptico, uma mistura de riso, gargalhada e espanto. Uma coisa horrorosa!
Sei que é de se espantar, mas eu sou do tempo do príncipe encantado. Daquele homem que viria suprir todas as minhas necessidades para que eu nunca precisasse sair à caça. Que coisa pura não é mesmo?

É, mas foi verdade! O Príncipe veio e ficou na minha vida por 9 anos e 10 meses, mas depois decidiu ir embora. Isso não estava nos meus planos!

A outra prima, um pouquinho mais velha, no auge dos seus 22 anos e já com duas menininhas para criar me disse:
"- Prima, você está solteira agora e não tem nenhum filho e eu que também estou solteira e tenho duas filhas?!?"

Essa afirmação interrogativa gerou em mim um misto de desespero com preocupação e o tufão que estava rodando na minha cabeça naquele momento deu uma parada brusca e ficou sem rumo.
Não sabia se chorava um pouco mais ou se respirava fundo de alívio. Até agora estou sem saber o que pensar.
Minha outra prima, essa mais velha, já beirando seus 40 anos e casada me falou que era hora de cair na gandaia, enfiar o pé na jaca, engolir a melancia, riscar a faca no forró e etc...

Eu ainda estou tentando descobrir o que essas expressões significam, já tenho idéia do que algumas delas possam ser, mas quanto mais eu descubro mais me assusto.
Esse mundo é realmente muito diferente do que eu pensava
.

Será que é hora de arrumar um novo emprego?

 

482-new-job-cartoontrad

Original em www.everydaypeoplecartoons.com tradução livre dessa que vos fala!

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Outros 500 – muito bom!!!

 

Solteira Novamente

 

eu

A minha vida é bastante monótona, sempre foi.
A maior parte das minhas aventuras são platônicas e a minha vida social era limitada ao meu noivo, a minha família e alguns colegas de trabalho. Alguns dias atrás eu fiquei sem o meu noivo, ele terminou comigo e isso não foi bom para mim.
Agora tenho que voltar ao mercado depois de 9 anos.
Não é fácil, não sei como me comportar e me sinto completamente deslocada da sociedade. Minha irmã tem tentado me reinserir mas eu ainda duvido do sucesso dessa empreitada.

Nesse domingo, por exemplo, fomos à um barzinho. Foram poucas as vezes que eu fui à um barzinho de verdade, e dessa vez fui até dirigindo sozinha. São muitas decisões que temos que tomar quando estamos completamente independentes: onde abastecer o carro, onde e como estacionar, o que beber, para quem olhar, deve-se ou não paquerar, que conversa começar, de quem tirar o sarro, como arrumar o cabelo... Essas coisas são irrelevantes quando temos um parceiro, metade delas não é preocupação sua!

Depois dessa tentativa do barzinho cheguei a conclusão de que estou velha demais e que o mundo mudou bastante enquanto eu hibernava na comodidade do meu longo relacionamento. As coisas não são mais como eram no meu tempo! Antes eu ia à um barzinho desses e tomava coca-cola, me sentia super bem. Agora vou à um bar e bebo coca-cola e todos ficam olhando estranho para mim... Não faço mais o mesmo sucesso de antes. O povo sai de domingo para beber cerveja e encher a cara!
Outra coisa que me deixou chocada foi o metabolismo dessa juventude, a quantidade de músculos desses caras de hoje em dia é chocante! Não que isso seja uma coisa de todo ruim alguns caras ficam lindíssimos musculosos, mas quando você olha a sua volta e se ve completamente rodeada de musculos e de braços de fora pintados de tatuagens dá para assustar um pouquinho...

Só mais uma coisa, o que é que se ouve hoje em dia? Qual os tipos de música que rolam por aí? Eu achava que em barzinhos você ouviria um rock ou umas musiquinhas de MPB algo que permitisse você conversar um pouquinho com as pessoas ao seu redor, nesse bar que eu fui tinha um DJ! Um DJ num bar tocando Techno!!!

Eu ainda não sei o que procurar para badalar a minha vida, não sei o que vestir nem o que fazer direito. Esse negócio de ser novamente solteira está me deixando um pouco confusa e preocupada.

Não sei que tipo de pessoas que se atraem por mim, as últimas duas cantadas que eu recebi ultimamente foram:
"o seu pai é dono da Ortobom?"  e enquanto eu abanava a cabeça, de asco ou de medo nem sei bem, ele respondia "Não?!? E esses coxão aí?"

Ou senão "bom dia! Flor do dia!" em plena 15:00 da tarde!!!
Ou seja, vocês podem imaginar como eram os tipos-pedreiros que passaram as cantadas acima descritas. Se eu for me basear por essas duas últimas situações... Não sei devo me mudar de país ou de planeta!

Enfim, o que eu queria era dividir com vocês leitores era que a vida de Nova-Solteira não é nenhum mar de rosas não e que pode levar um tempo até que eu seja totalmente aceita pela sociedade novamente...

domingo, 20 de fevereiro de 2011

O Dia de Hoje!

Bom, o dia começou normal. Acordei mais cedo no sábado para assistir a algumas aulas de inglês que assumirei na próxima semana. Cheguei em casa e ajudei a minha mãe com a faxina... Mandei a cachorra para o pet shop e organizamos a lista de compras. O dia estava prometendo ser bastante monótono. Com o carro do meu pai, coloquei minha mãe e irmã dentro e rumamos ao Extra Anchieta em São Bernardo do Campo...

Mal sabíamos o que nos esperava... Chegamos lá e superada a dificuldade de manobrar o carro na vaga, partimos para as compras. No estacionamento mesmo presenciamos uma cena de briga entre um provável ladrão e uma provável vítima que não quis deixar barato o insulto de ser assaltado. Enfim adentramos no mercado e cumprimos a tarefa das compras do mês.

Saímos, carregamos o carro com as compras e eu tentei ligar o carro, nada. O carro não pegava de nenhuma forma. O carro do meu pai tem esses probleminhas de vez em quando, isso não seria um problema muito sério.

O problema foi o que se seguiu.

Acontece que enquanto eu tentava ligar o carro e fazer com que ele pegasse, houve uma correria. Dois homens gritando “pega esse cara!” passaram bem próximo do nosso carro, um corria à frente como se estivesse fugindo e dois outros caras o seguiam correndo com mais segurança, não se esforçaram muito. Minutos depois ouvi um estampido e disse à minha mãe:

- Entra no carro que é tiro!

Enquanto isso os seguranças corriam em direção contrária aos acontecimentos e o que me deixou mais cabreira foi o fato de um deles ter se escondido atrás do meu carro e dizendo:

- Vaza, vaza que tem um cara dando uns tiro ae!

Eu me lembrei que estava alí no meio de um tiroteio e o carro não pegava. Mais tiros se seguiram e eu gritei para a minha mãe de novo.

- Corre pro mercado que é tiroteio!

Saímos correndo para dentro do extra novamente e ligamos para o meu irmão que talvez saberia de alguém que pudesse nos socorrer. As coisas pareciam mais calmas e então voltamos para o carro. Tentei mais uma vez ligar o motor e dessa vez funcionou!!!

Que coisa! Depois pensando melhor chegamos à conclusão que se o carro tivesse pegado estaríamos passando pelo lugar onde estavam acontecendo os tiros no exato momento em que eles estavam sendo desferidos...

É parece que Deus existe e ele gosta da gente mesmo.

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Acabou!

As manhãs têm sido mais difíceis para mim agora. O resto do dia até que passa.
Parece que a dor escolhe horário, ela me visita a noite, me perturba de manhã e soca o meu estômago de tarde.
Essa dor maldita, tirou o paladar da minha comida, o olfato dos meus perfumes e o brilho das minhas cores, apagou a luz do meu sol, parou totalmente o meu coração e comeu os meus sorrisos.

Não estou plagiando João Cabral de Melo Neto afirmando que o amor comeu a poesia da minha vida... Não foi o amor que comeu foi a dor mas é basicamente a mesma coisa quando é só um que ama.
Eu sempre fui buscadora da verdade, sempre a persegui... Talvez porque nunca tenha apanhado dela.

Ele me disse que eu não era o que ele queria para a sua vida, ele me disse que não sente por mim mais o sentimento que sentia antes.

O que eu vou fazer agora sem o sorriso daquele homem depois dos momentos de amor? O que eu vou fazer agora sem aquele cheiro, sem aquela voz que narrava os meus sonhos? Sem a batida do coração que me acalmava de todos os males só com um abraço.

Não te amo mais foi o que ele disse? Não te quero para a minha vida foi o que ele disse?

Antes tivesse me lançado punhais no peito um para cada palavra, sangraria menos e por menos tempo.

Agora não sei o que fazer, não tenho diretrizes sozinha nem sonhos e as esperanças? Ele as levou embora no bolso.

Pedi sua amizade e seu carinho, mas ele quer distância. Não está certo! Alguma coisa está errada demais!
Minha voz emudeceu e a minha alma chora mais do que a quantidade de lágrimas disponíveis. O espelho não reflete a minha imagem e sim uma sobra daquilo que foi embora. A maior parte de mim foi embora e não me quer mais.

Não é justo morrer por isso, não é justo! Eu pensava estar sozinha, mas tenho tido mais amparo do que imaginei que teria.
Mãe, Ju, Rique saibam que me levanto da cama por vocês e que acendo a luz de manhã pensando numa forma de enxugar as minhas lágrimas para sempre. Hoje sei que é sem vocês que eu não conseguiria viver. Hoje sei que não estou só nem nos momentos de maior dor!

Agradeço a Deus pela minha família e pela certeza de que não estou sozinha.

segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

The Italian man who went to Malta.

 

Saudações, seres planetários!
Na minha luta contra o chocolate hoje fui fazer a ronda diária nos meus arquivos.

Esse vídeozinho é um verdadeiro clássico. Não tinha achado antes no youtube, então postei de novo no meu canal!

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Murbarak Vs. Vida em rede no Egito

Saudações planetárias!

Em minha ronda diária pelos portais da rede sem retorno me deparei com informações sobre o Egito e as manifestações que estão ocorrendo por lá. Nos portais brasileiros são escassos os dados e as atualizações, as redes sociais estão se manifestando de forma mais competente quanto à atualização das informações.

r-EGYPT-PROTESTS-large570

As ruas do Cairo e de várias cidades do Egito estão tomadas por manifestantes. A vida em rede no Egito não tolera mais os desmandos do ditador Murbarak que suspendeu o acesso à internet e o sinal de celular do país inteiro por serem esses os meios de comunicação cruciais para essa revolta e as consequentes manifestações.

Sr. Murbarak (e todos os outros ditadores do mundo) o que lhe resta? Deixar o seu país mudo para o mundo para sempre? Ou o Sr. pretende distribuir fitas adesivas para que seu povo seja obrigado a colá-las na boca, já que estão proibidos de se manifestar?

Graças à vida em rede não há mais espaços para ditadores, estamos em um mundo onde o poder “paralelo” da internet não tolera opressões. Talvez agora no Egito não seja possível transmitir os ideais de liberdade que alimenta os manifestantes do país, mas o mundo está vendo e está falando e lutando por eles através de seus teclados e de seus cabos de rede que fazem as opiniões circularem pelo mundo.

A internet e a junção de povos que essa ferramenta permite são mais fortes do que quaisquer tipo de violência à favor da opressão que esteja ocorrendo no Egito. Alguns posts no twitter falam de licença para matar dada ao exército Egipcio e de várias pessoas que estão sendo presas por se revoltarem contra o regime, no facebook existe um perfil que está sendo constantemente atualizado com as informações sobre as manifestações.

O Huffington Post tem sido a minha fonte de informações sobre o assunto e estou usando o Planeta para unir forças com os manifestantes.

Faça a sua parte consumindo as informações e passando à diante, não é difícil e é o suficiente para mantermos a vida em rede realmente viva e suportável!

Segurem-se e informem-se porque o Planeta não tem retorno!

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Quem se arrisca….

 

Assim que eu vi a dancinha torta dos caras e a maça caindo um monte de vezes pensei:

“ Vai dar merda!”

E não é que deu mesmo!

Comentário 1: CA RA CA  MA LU KO !!!!

Comentário 2: que cara otário, que porra foi aquela com a maçã? se ele não ensaiou nem equilibrar a maçã na cabeça imagina a flechada!

Comentário 5: Caraca maluco!

Peidar também pode ser uma arte

 

E eu que achava que meu irmão era peidorreiro!

 

Primeira observação: O que foi que ele comeu????

Segunda Observação: Será que aquele microfone foi reutilizado?

Terceira observação: Caraca, o solo do último peido foi master!

 

Desculpem-me o filme escatológico mas… esse mereceu! Aplausos!!!

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Falando em BBB…

 

Saudações!

Todo mundo falando em BBB11 e tals… eu decidi homenagear o programa com um vídeo cheio de classe do Mundo Canibal!

Enjoy

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Nos veremos em 2012!

Saudações sem retorno!

Seres planetários, hoje estou com dificuldades mentais em parte por causa das imagens que temos visto nos noticiários sobre a catástrofe natural que está acontecendo no Rio de Janeiro e também porque esse tipo de desgraça nos faz lembrar que somos o que somos: meramente humanos!

Tudo o que temos visto nesses últimos anos relacionado à intempéries, terremotos, vulcões, furacões e etc… Nos coloca exatamente no nosso lugar nesse mundo.

O ser humano tem tomado posse de um planeta que não lhe pertence e tem feito dele o que bem entende, mesmo não entendendo nada, agora o que vemos nos noticiários de TV é a natureza reclamando o que é seu!

terra

Poluição, desmatamento e crescimento desenfreado é tudo nossa culpa! É culpa sua ir ao supermercado e trazer sacolas plásticas, é culpa sua desperdiçar papel, é culpa sua produzir lixo demais… Também é culpa sua construir a sua casa em uma encosta, é culpa sua não dar a mínima para a vegetação… Entre milhares de outras coisas essa catástrofe também é culpa sua!

Depois de um desastre dessa magnitude acontece sempre aparece um para procurar um culpado, normalmente o fardo recai sobre o poder público que, evidentemente, tem a sua parcela de culpa pelo descaso porém não podemos colocar esse peso somente no governo. Mesmo porque quem é que elege nossos governantes?

 

Cuidado que o Planeta não tem Retorno!

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

O Crepúsculo

 

Saudações, crepusculares (se é que essa palavra existe!)

crepusculo

Hoje estava revendo algumas anotações que eu fiz sobre alguns filmes que eu vi (é eu anoto tudo…) e lembrei que tinha me esquecido de comentar sobre o filme Crepúsculo. Bom, já vou me desculpando de início por ter assistido a versão Global do filme por nunca ter me interessado muito sobre vampiros depois de Buffy… Enfim, como não sou especialista no assunto, queria dividir as minhas dúvidas, mesmo que tardias, com vocês para ver se eu consigo algumas respostas aos meus anseios ok?

Então vamos lá!

- O Edward frequenta escola normal.

* Como assim ele frequenta a escola normal como todo mundo? Não teria que ser que nem o Harry Potter que tem uma escola toda especial para bruxos? Faria bem mais sentido…

- Apesar de ser vampiro, passeia em plena luz do dia.

* Vamos ver se eu entendo: O cara é vampiro certo? Se ele se expõe ao sol ele Brilha(!!veremos isso depois!!) certo, mas no filme ele anda e faz as coisas, inclusive ir para escola, em plena luz do dia e não brilha … Ajudem-me estou um pouco perdida aqui!

- O carinha lobo é bem mais gato (hehe) do que o vampirinho e, se não me engano, ele já foi o menino tubarão também em outra ocasião.

103008_sharkboy_400X400

* Quando ele se transforma em lobo ele não fica de roupa né? Quando ele vira gente de volta…

- O Edward é um vampiro e, como todo vampiro, se alimenta de sangue. Mesmo quando o sangue é de animal não deixa de ser sangue! Logo, ele não deveria ser um “tiquinho” mais macho?

* O cara é todo pálido, usa um gloss cor Super Rosa (eu sei, eu tenho um!), recusa a mina quando eles estão lá dando uns pegas e cintila na luz do sol??? Vamos lá, tem que ver isso!

-E essa Bela aí? É loucona? Vive arrumando problema e dando trabalho.

crepusculo_dupla1

* Meu conselho é: Fica com o Lobinho/sharkboy e deixa esse negócio de vampiro boiola pra lá!

-“Eu não tenho mais forças para ficar longe de você!” é o novo “ Eu te amo”?

Segurem-se que o planeta não tem retorno!

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Tim Burton e sua Arte.

 

Saudações seres internéticos perdidos nessa galáxia internacional de cabos…

Hoje em minha ronda diária encontrei um site lindo, o site oficial do Tim Burton. Sou fã desse cara e da visão especial e específica que ele tem do mundo e adoro a maneira que ele se expressa através de pinturas e desenhos e principalmente de seus filmes. Não é a toa que seu trabalho combina tanto com o ator Johnny Depp que é outra figura alheia à qualquer forma de realidade comum e consequentemente o melhor ator da atualidade.

timb

O site é super bonitinho e também interativo, você controla essa figurinha acima e ela entra por umas salas e atravessa as portas, como se fosse um casarão assombrado, bem ao estilo do Tim Burton.

tbb

Você também consegue visualizar alguns desenhos e novidades sobre o trabalho do artista.

Muito bem feito e extremamente bem produzido, vale mesmo a pena o acesso!

Site Oficial do Tim Burton

Inté! E cuidem-se, pois o Planeta… Não tem retorno!

domingo, 9 de janeiro de 2011

A relatividade do tempo

 

RELGIO~1

Dizem que a vida pode ser relativa dependendo das coisas que estão acontecendo com a gente em determinados momentos… Por exemplo, o tempo é uma das coisas mais relativas que se pode conceber. Há dias que demoram tanto a passar que se tem a impressão de durarem verdadeiras semanas, porém quando estamos animados e focados em determinado trabalho ou assunto uma semana inteira acaba  no espaço de um dia!

Há segundos que demoram a vida inteira para passar e minutos que levam semanas, meses que tomam anos de nossas vidas…

O tempo psicológico em literatura é chamado de feitiço hermeneutico, nome complicado mas que é capaz de definir precisamente o que eu estou querendo explicar.

O assunto surgiu porque eu passei por uma situação de feitiço hermeneutico semana passada. Eu estive em uma entrevista. Fui até à um endereço que eu nunca havia ido antes, nunca havia pegado tantas conduções numa só manhã e a asiedade devorou 90% dos meus órgãos internos. Se isso ainda não bastasse, a entrevista estava marcada para as 8:30h 9:00h e eu fui atendida somente as 9:15. Tudo bem que eu cheguei bem cedo lá… 8.15  e a recepcionista nem havia chegado ainda, mas foram 59 minutos de tanta espera, loooonga espera. Essa dita manhã demorou 4 dias na verdade.

Uns dos significados da palavra hermeneutica é interpretação, então podemos “traduzir” a expressão como feitiço de interpretação… Faz sentido né?

Bom, ainda estou esperando a resposta desse preocesso seletivo e dessa resposta depende o sucesso ou não do meu ano inteiro. Tenho até quarta-feira para esperar e ainda não sei quanto tempo vai levar essa espera…

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Power Balance uma ova!

 

Saudações, seres planetários!

Hoje, na minha ronda diária, pousei a nave novamente no Gizmodo e me deparei com a notícia de que o fabricante das pulseirinhas de borracha mais feias e mais caras do mercado Power Balance admitiu o que a gente já sabia: não existe embasamento científico nenhum que comprove que as pulseirinhas power balance funcionem e se dispõem a devolver o dinheiro de quem se sentiu lesado pela propaganda enganosa.
Mesmo com a declaração admitindo que o produto não funciona ainda tem gente que acredita piamente nas propriedades da pulseira e reclama do texto postado no site… A minha queridíssima irmã tem uma dessa e também jura que funciona, tem até um teste que garante a sua eficácia! Teste esse que nunca funcionou comigo.

Pois bem, não é de agora que poderes sobrenaturais são atribuídos à objetos de grande vendagem. Dizem que nos anos 80 também existia uma pulseira magnética que curava todos os males da humanidade e posso apostar que antes disso havia uma tornozeleira feita de ossos das cabras virgens do norte da Europa que era capaz de sarar todas as mazelas da população. Acontece que sempre vai ter um espertinho inventando amuletos e patuás que prometem milagres só para você gastar dinheiro.

screen_shot_2011-01-03_at_5_01_23_pm

sábado, 1 de janeiro de 2011

Ano Novo! Pressa!!!

Em todos os anos que passaram eu desejei paz,

prosperidade, felicidade, sucesso,

amor, dinheiro, sorte, saúde, sabedoria…

Entre muitas outras coisas,

mas esse não tem nada disso,

nem amor nem prosperidade,

tão pouco paz ou felicidade…

Esse ano eu pretendo desejar pressa.

Pressa em viver a vida que você quer para você,

pressa em alcançar os objetivos,

pressa em perseguir a felicidade,

pressa em achar o amor que lhe correponde,

pressa em possuir o que tiver vontade…

Pressa em colher de cada dia o maior fruto possível,

pressa em saber que nenhum momento da sua vida será em vão

Pressa em entender que a vida só faz sentido se você der sentido à ela.

Por isso… Pressa para 2011!!!

O tempo está acabando e é melhor andar depressa e não errar o caminho porque o Planeta não tem retorno!